Doctor Who | TAG

02 agosto 2017


Para quem ainda não conhece, Doctor Who é uma série britânica que acompanha as aventuras do Doutor, um alienígena que viaja pelo Tempo-Espaço em sua nave chamada TARDIS, junto de companheiros de viagens — as companions. Como é um Senhor do Tempo, ele pode se regenerar quando a morte se aproxima, curando e mudando seu corpo inteiro, passando, tecnicamente, para outra vida, mas com as memórias e moral intactas. Vemos várias encarnações e planetas, sempre exaltando a superação diante de tragédias, a liberdade e o perdão. A série me marcou de diversas maneiras, então hoje vou responder uma TAG que eu vi lá no Vevsvaladares.
Vamos lá!



1.
Quem é o seu Doutor preferido?



https://goo.gl/P7Mq3S

Apaixonei-me pelo 12th, interpretado pelo brilhantíssimo Peter Capaldi, e cada vez ele se torna meu Doctor, com sua guitarra, ora com um elegante casaco, ora com roupas de mendigo, fazendo discursos de tirar o fôlego, nada mais digno do que do Presidente da Terra. Mas terei de dizer que o 10th Doctor é um dos meus favoritos, que ganhou vida pelo ator David Tennant. É justamente o caso dele ter sido meu primeiro Doutor, o primeiro rosto que me deu boas vindas a ao universo maravilhoso da série, e sempre quando ouço essa pergunta acabo me lembrando de seu jeito, do cabelo bagunçado, dos tênis e de um sorriso de alguém que ainda perderia tudo, alguém que faria terríveis decisões em sua 12º encarnação. Atualmente, considero ambos meus preferidos, mas entre um e outro... Argh. Difícil. Por outro lado, o 12th é absolutamente maravilhoso e o discurso contra guerras que ele entoou na 9º temporada foi uma das cenas mais emocionantes e fortes que eu já vi. De um Doutor sombrio ele passou a ser o misericordioso que apesar de saber que será derrotado, continua lutando porque é o certo. O 12th será inesquecível para mim.


2. Qual é o seu episódio preferido?


Uou. Não se faz uma pergunta dessa numa série como Doctor Who, com tantos episódios brilhantes. Há o super clássico Blink (não pisque, como foi traduzido pra cá), que foi considerado o melhor episódio da série por muito tempo, inclusive por mim, até a 9º temporada chegar e trazer o impecável Heaven Sent, um monólogo do Doutor sobre o medo e o tempo. Fiquei extasiada por esse episódio, é uma obra de arte em forma de tela, e quase se tornou meu favorito, ocupando o lugar de Blink. E apesar de realmente ter superado Blink para mim, pensando melhor, meu favorito provavelmente seria o Midnight, o episódio de terror da 4º temporada.
Sinopse livre: O Doutor embarca num ônibus espacial para turismo no Planeta Meia-Noite, junto de outros turistas. No meio do caminho, o ônibus quebra e os pilotos desaparecem, junto da cabine de comando. E como o planeta é mortal devido à intensidade da luz solar sobre os cristais que compõem o solo, eles precisam ficar dentro do ônibus enquanto esperam pela equipe de resgate. Confinados na nave, eles começam a desconfiar que há uma Entidade tentando entrar. Sem saída, os passageiros vivem uma verdadeira paranoia coletiva, cheia de terror psicológico e possessões, que nem mesmo o Doutor é imune.

3. Qual é a sua companion preferida?
Não preciso pensar nessa, é a ruivíssima Donna Noble, a mulher mais importante do universo. Engraçada, enérgica e zangada, mais do que tudo aventureira. É interessante em como ela começou como uma mulher que sonhava em arrumar casamento, quando percebemos que ela era a pessoa que menos precisava de um. Ao final, seu desejo do coração era continuar viajando pelas estrelas com o Doutor, conhecendo galáxias e ajudando pessoas. E claro, Donna foi uma amiga quando o Doutor mais precisava de uma. A melhor companion com o final mais triste. Rose Tyler que eu adoro tanto sofreu, mas pra quem sabe o que aconteceu à Donna, sabe do que estou falando.
E como não podia deixar de ser, uma menção honrosa para a aventureira Bill Potts.
4. Qual foi o primeiro que você assistiu?
Complicado. Sempre zapeei pelos canais e via uma cena aqui, outra ali. Mas o primeiro episódio de verdade que eu assisti foi o Utopia, antes da season finale da 3º temporada. Engraçado que enquanto assistia fui sendo atingida por uma série de perguntas: Eles estão numa máquina do tempo? Foram pro ano 100 trilhões!? Pera, aquilo é maior por dentro? Aquela cara cortou a mão fora, mas depois ela regenerou de volta? Senhor do tempo? Por que aquele senhorzinho brilhou e se transformou noutra pessoa? Bem, o episódio nos mostra o Doutor e Martha parando em algum ponto dos anos trilhões, quando o universo já está morrendo. Os sobreviventes estão embarcando numa gigantesca nave, que segundo as lendas, os levarão para o planeta Utopia, onde tudo é perfeito. Eles são liderados pelo Professor Yana, bondoso e gênio senhor que guarda um misterioso relógio de bolso.
5. Qual é a sua temporada ou era preferida?
Amo o arco da 3º e seu final, e gosto do desenrolar da 4º e da 6º, mas vou ficar com a excelente 9º temporada, que deveria ter engolido vários prêmios por si só. Foi uma season não só com técnicas de qualidade, mas que falou sobre temas como guerra, segregação racial e luto. Apesar do finalzinho ter recuado por causa do roteiro, é ainda a melhor temporada para mim.
6. Qual é a sua história pré ou pós regeneração preferida?
Vamos ver... Acho que o especial de Natal após a 1º temporada, o Christmas Invasion que eu gosto bastante, apesar de não ser nem de longe o melhor especial.
Sinopse livre: O Doutor acabou de regenerar, e entra em coma. Rose e sua família precisam lidar com uma possível invasão alienígena, enquanto o governo clama pela ajuda do Doutor.
7. Qual é a sua TARDIS preferida?
Essa é fácil. A primeira TARDIS do 11º Doutor. Amo as cores vibrantes e alaranjadas, as escadas e os brinquedos, o chão de vidro. Absurdamente maravilhosa. Se eu pudesse escolher, seria essa que eu viajaria.
8. Qual é o seu vilão ou monstro preferido?
Outra fácil. The Master, O Mestre. The Mistress. Porém, admito que quando se trata de monstros, os Anjos Lamentadores vencem com folga, até mesmo pela genialidade da premissa de sua existência, estando somente em movimento quando ninguém está olhando, o que deu ao piscar um significado apavorante.
Quer responder a TAG? Ela é livre, então corra enquanto espera pelo Especial de Natal do 12th e 1th. Vamos nos entreter até conhecermos a 13th e a nova era de Doctor Who.

Alana Campanha
Há milênios perdida nesta Terra, sobrevive de histórias feitas por seus habitantes. Ama escrever, criar tramas surreais e se aventurar pela literatura. Apaixonada por Doctor Who, sonha em viajar por esse mundo um dia desses.
0 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Tribo Letras, VERSION: 01 - janeiro/2017. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo