Não pense

23 agosto 2017

Não pense.
Simplesmente não pense. Desvie do caminho, encontre um atalho e desenhe um arbusto numa folha de papel. Crie o outono, molhe-se com a chuva que vai em direção ao céu e enxergue as cores vibrantes da música. Pegue o trem e parta pelas nuvens; elas são feitas de algodão e pássaros de ouro voam entre elas, há fiapos brancos em seus bicos. Escreva um romance policial, um poema lírico e atire flechas nas labaredas dos entediados presos ao chão. Ignore os ferimentos; pinte um quadro aquarela. Construa filosofias, acelere o trem azul e viagem pelas estrelas. Ninguém irá lhe alcançar e o povo do chão baixará a cabeça.
Agora pense, pois você conquistou o universo infinito.






Alana Campanha
Há milênios perdida nesta Terra, sobrevive de histórias feitas por seus habitantes. Ama escrever, criar tramas surreais e se aventurar pela literatura. Apaixonada por Doctor Who, sonha em viajar por esse mundo um dia desses.





O método KonMari para organizar sua vida | Resenha

22 agosto 2017
https://goo.gl/FVbhKd

Título: A Mágica da Arrumação
Autora: Marie Kondo
Editora: Sextante
Páginas: 109

“A Mágica da Arrumação” é um livro que há muito tempo eu queria, mas não queria comprar. Aquela história: tu fica pensando em tudo que poderia comprar com o dinheiro que compraria o livro, não compra o livro e não compra as outras coisas nas quais estava pensando.

Comprei.

E me arrependi muito de não ter comprado antes! A Marie Kondo é uma japonesa que criou um método de organização que promete mudar a vida das pessoas. No começo pensei “É, o método pode até não funcionar, mas é cada frase foda que ela escreve! Parece que está falando de mim”. Aliás, vê se você se identifica nisso aqui:

Lady Thaw
É uma sonhadora, amante de livros e literata. Adora cantar, dançar, ler e conversar. Um dia terá um gato preto chamado Plutão.





Baseado em Fatos Reais | Resenha

21 agosto 2017

Título (original): D’après une histoire vraie
Autora: Delphine de Vigan
Editora: Intrínseca
Páginas: 294

Sinopse: Após o grande sucesso de seu último livro, em que revelava perturbadores segredos familiares, Delphine se vê diante da temível pergunta: o que vem depois de um texto tão pessoal, que comove tantos leitores? A inércia. O sucesso a fragiliza a tal ponto que a deixa completamente vulnerável. Ela não consegue mais escrever nem uma linha, nem sequer se sentar diante do computador ou segurar uma caneta. Está esgotada, e vive assombrada pela pressão da próxima obra.
Tomada pelo bloqueio criativo, o sentimento de impotência e isolamento permeiam constantemente sua vida: os filhos gêmeos, Louise e Paul, estão prestes a sair de casa para seguir o próprio caminho e ingressar na universidade. Além disso, seu namorado, François, é um famoso jornalista e apresentador de um programa de crítica literária e está sempre viajando para o exterior. A instabilidade emocional de Delphine ainda é agravada pelas cartas de teor bastante violento que recebe de um remetente anônimo, ameaçando-a por ter exposto publicamente sua família.
Nesse cenário de fragilidade, Delphine conhece L., uma mulher sofisticada, confiante, feminina, carismática e atraente. Tudo o que ela sempre desejou ser. L. parece ter um passado misterioso, trabalha como ghost-writer, e entra de modo insidioso na vida da escritora, que vê na amizade uma forma de superar seu bloqueio criativo. L. é a amiga perfeita, sempre disponível, e logo passa a interferir nos aspectos mais íntimos da vida de Delphine. O domínio de uma sobre a outra é inesperado. A conexão entre elas parece... inacreditável.
...
É tênue a linha entre a realidade e ficção. Interessante como utilizamos despreocupadamente o termo ficção pura, mas ouvimos realidade pura com certo grau de desconfiança. A realidade pura é a verdade ou a ela torna-se ficção de acordo com o enunciador? Um livro baseado em fatos reais pode ser uma realidade pura ou ela já se tornou ficção com a mera escolha de palavras? É nesse espaço entre a ficção e a realidade que a obra Baseado em Fatos Reais se constrói.

Alana Campanha
Há milênios perdida nesta Terra, sobrevive de histórias feitas por seus habitantes. Ama escrever, criar tramas surreais e se aventurar pela literatura. Apaixonada por Doctor Who, sonha em viajar por esse mundo um dia desses.





O intercâmbio baratíssimo que você respeita!

20 agosto 2017
https://goo.gl/AXUHoz
Eu queria demorar mais para chegar nesse post porque quero fazer um canal para o blog e quero fazer vários vídeos sobre esse tema, mas sou uma pessoa ansiosa, hoje é dia de #BEDA e não sabia sobre o que poderia escrever. Decidi falar dele: o intercâmbio Au Pair. E quando eu fizer o canal e gravar o vídeo desse tema, adiciono no post ;)

Au Pair é o intercâmbio mais barato que temos no mercado na relação custo-benefício. Ele te possibilita passar, no mínimo, um ano nos Estados Unidos com o valor a partir de $500. E melhor: enquanto estiver nos States, você estará recebendo um pequeno salário semanal em dólares :D Como assim??? Eu já te explico.

O intercâmbio Au Pair é um intercâmbio de trabalho – daí receber um salário semanal. O trabalho que você vai fazer em solos americanos é o que chamamos de babá. Sim, dizendo de maneira bem simples, a Au Pair é uma babá estrangeira que fica com uma família americana cuidando de suas crianças e recebendo por isso durante um período mínimo de um ano, ufa.

O salário semanal da Au Pair é de $195,75, independente da agência brasileira que a garota ou garoto decida se inscrever. E sim, eu sei que existem muitas agências e vou fazer um pequeno levantamento com as que temos aqui no interior para dar uma noção das diferenças de preços e o que cada agência oferece.

Existe ainda muitas informações para se falar sobre, e ao longo dos dias escreverei posts sobre essas informações.


Conto com vocês no futuro canal do blog, hein!



Lady Thaw
É uma sonhadora, amante de livros e literata. Adora cantar, dançar, ler e conversar. Um dia terá um gato preto chamado Plutão.





Séries | Tag

19 agosto 2017

Hoje eu vou falar sobre séries! Amo seriados assim como você dever amar também. A tag será inspirada neste post que eu refiz baseado noutra lista para não ficar repetitivo. Faltou falar de muitas outras séries, mas eram somente dez perguntas, até para não ficar muito longo. Vamos lá!

Alana Campanha
Há milênios perdida nesta Terra, sobrevive de histórias feitas por seus habitantes. Ama escrever, criar tramas surreais e se aventurar pela literatura. Apaixonada por Doctor Who, sonha em viajar por esse mundo um dia desses.
 
© Tribo Letras, VERSION: 01 - janeiro/2017. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo